Menu das páginas
Rss
Menu das categorias

Publicado em 03/10/2017 em Notícias

ONU lança guia sobre linguagem apropriada para falar de HIV e AIDS

Guia1-1600x1200-e1506960757414

 

As diretrizes de terminologia do UNAIDS fornecem conselhos a autores e jornalistas para evitar erros comuns. Por exemplo, a expressão “vírus da AIDS” não deve ser escrita porque é cientificamente errada. Não há “vírus da AIDS”, porque a síndrome de imunodeficiência adquirida é uma síndrome de infecções oportunistas e doenças que, em última instância, é causada pelo HIV.

Outro equívoco recorrente está no uso da expressão “pessoas infectadas com a AIDS”. A AIDS não é o fator infectante e sim, o vírus, conhecido como HIV. O Guia explica ainda que, como a palavra “HIV” (do inglês, human immunodeficiency virus) significa em português ‘vírus da imunodeficiência humana’, é incorreto escrever o “vírus HIV” ou “vírus do HIV” por se tratar de uma redundância.

Com esses e outros exemplos, o guia propõe uma linguagem não discriminatória e culturalmente apropriada, que promove os direitos humanos de todas as pessoas vivendo com HIV. O UNAIDS enfatiza que as orientações terminológicas devem ser consideradas um trabalho contínuo, levando em conta que novas questões e dinâmicas emergem frequentemente.

Você pode acessar o Guia de Terminologia clicando aqui. Estas diretrizes podem ser amplamente copiadas e reproduzidas, contanto que esse uso não seja para fins lucrativos e que a fonte seja sempre citada. Comentários e sugestões de acréscimos, supressões ou modificações podem ser encaminhadas para brazil@unaids.org.