Menu das páginas
Menu das categorias

Publicado em 05/04/2018 em Biblioteca, Boas práticas, Notícias, Relacionamento

Jangada Literária: rede de bibliotecas comunitárias atua desde 2013 na promoção da leitura

A Rede de Leitura Jangada Literária é formada por dez bibliotecas comunitárias em Fortaleza e São Gonçalo do Amarante (Ceará) que integram um coletivo de gestão compartilhada, promovendo o acesso ao livro e à leitura e organizando atividades para integração da comunidade.

Desde 2013, com o apoio do Instituto C&A, a Jangada Literária tem se fortalecido como espaços de leitura, atendendo mais de 10 mil leitores por ano, e também como articuladores para a criação de políticas públicas e construção de debates importantes nos segmentos do livro, leitura, literatura e bibliotecas. “Nós entendemos que essa atuação para além do espaço da biblioteca é essencial nesse processo, principalmente pelo fato da biblioteca ser um espaço de construção e formação política, no sentido de lutar pela garantia de direitos, pois defendemos a leitura como um direito humano, destaca Sâmia Ellen, articuladora da Rede de Leitura Jangada Literária.

Mediação de leitura na Biblioteca Comunitária Criança Feliz localizada no bairro Jardim Iracema, Fortaleza - CE. Foto: jangadaliteraria.com.

Mediação de leitura na Biblioteca Comunitária Criança Feliz localizada no bairro Jardim Iracema, Fortaleza – CE. Foto: jangadaliteraria.com.

Também em 2013 a rede de leitura deu início a mobilizações para criação do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca de Fortaleza (PMLLLB), que consisti na criação de um texto-base por meio de um processo democrático para criação de uma Lei que garanta a democratização do acesso ao livro e à leitura. De acordo com Sâmia, o grupo começou preparar a base por meio de estudos, rodas de conversa e em seguida buscaram parceiros. “Realizamos duas audiências públicas, uma na Biblioteca Pública Dolor Barreira e outra na Câmara dos Vereadores. Enviamos um ofício ao secretário [de cultura de Fortaleza] solicitando uma reunião para tratar sobre a chamada pública para construção do plano, pois precisa ser uma construção coletiva”, comenta.

Jangada Literária com a Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias durante participação do Fórum Social Mundial em Salvador de 13 a 17 de março de 2018. Foto: facebook.com/redenacionaldebibliotecacomunitaria.

Jangada Literária com a Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias durante participação do Fórum Social Mundial em Salvador de 13 a 17 de março de 2018. Foto: facebook.com/redenacionaldebibliotecacomunitaria.

Outra frente da Jangada Literária é a realização de um seminário anual para a promoção de diálogo entre o poder público, a sociedade civil e os atores das cadeias criativa, produtiva e mediadora do livro. O V Seminário da Rede de Leitura Jangada Literária aconteceu em fevereiro de 2018, na Universidade Federal do Ceará (UFC), teve como tema “Bibliotecas Comunitárias em Conexão pela Leitura como Direito Humano”, e levantou discussões importantes sobre temas que buscam conscientizar a sociedade sobre a importância da leitura como um direito humano, a importância da criação de políticas públicas que promovam o livro, a leitura e as bibliotecas e sobre as bibliotecas comunitárias como símbolo de resistência. A atividade também realizou debate e construção coletiva de texto-base do PMLLLB.

No segundo dia de atividades do V Seminário a Coordenadora-Geral do Sistema Nacional de Bibliotecas (SNBP), Jaqueline Gomes, participou da mesa de discussão intitulada “O PELLLB [Plano Estadual do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas] e o PMLLLB na garantia da sustentabilidade das bibliotecas comunitárias”. “A partir da criação do PELLLB e PMLLLB será possível garantir que o setor cultural tenha condições mínimas de trabalho, podendo executar suas ações de forma planejada e atendendo de forma digna e efetiva as demandas da comunidade”, destacou Jaqueline durante o evento.

“O V Seminário da Rede foi um evento muito bom. Foi um momento de amadurecimento do diálogo sobre o PMLLLB principalmente com o poder público, que está sendo impactado com as ações realizadas pela rede com a contribuição da comunidade, pois a nossa base é comunitária. Saímos desse espaço com um diálogo maior com os participantes e principalmente com uma articulação mais forte, algo que é necessário nesse processo”, avaliou a articuladora Sâmia.

Conheça mais sobre a Rede de Leitura Jangada Literária e acompanhe as novidades pelo site www.jangadaliteraria.com e Facebook www.facebook.com/jangadaliteraria.