Menu das páginas
Rss
Menu das categorias

Sistemas Estaduais

 

São 27 Sistemas Estaduais de Bibliotecas Públicas (SEBPs), sendo um em cada estado brasileiro e um no Distrito Federal .

Os SEBPs apoiam os municípios na ampliação e fortalecimento de suas bibliotecas públicas e comunitárias e, fomentam a constituição de sistemas municipais de bibliotecas.

Oferecem assessoria técnica em questões referentes aos espaços, acervo, infraestrutura, serviços e formação de pessoal de bibliotecas.

Entre em contato com o Sistema de Bibliotecas de seu estado para obter mais informações:

Região Centro-Oeste

 

Distrito Federal

Ligado a Subsecretaria de Políticas do Livro e da Leitura, a Diretoria do Sistema de Bibliotecas do Distrito Federal – SBPDF – foi instituída pelo Decreto n.17.684, de 18 de setembro de 1996, o qual atribuiu à Secretaria de Estado de Cultura a competência de coordenar a integração entre as bibliotecas públicas do Distrito Federal.

Coordenação: Maria das Graças Pimentel  de Menezes

Endereço: Setor Cultural Sul Lote 2 – Edifício da Biblioteca Nacional de Brasília – Brasília – DF CEP: 70070-150

Telefone: (61) 3325-6238

E-mail: gerenciabibliotecas@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/sbpdf/

Issuu: https://issuu.com/sbpdf

Produtos:
Projeto Bibliotecas do Cerrado
Baseado no modelo de bibliotecas públicas da Colômbia que se converteram em espaços de transformação social. O Projeto se desenvolve por meio de parcerias com Secretarias de Governo e com as Administrações Regionais do Distrito Federal, para atuação em Bibliotecas Públicas, espaços estratégicos de promoção da cidadania e do desenvolvimento humano. As Bibliotecas do Cerrado proporcionarão ao usuário o acesso democrático à informação, aos serviços e aos bens culturais.
O Plano do Distrito Federal do Livro e da Leitura (PDLL) é o documento basilar que inscreve fundamentos teóricos, estratégias, orientações e metas para a promoção da leitura, a difusão do livro, a formação de mediadores de leitura e o desenvolvimento da economia do livro no Distrito Federal. Representa, pois, instrumento de fortalecimento das cadeias produtiva, criativa e mediadora da leitura, como fator relevante para o desenvolvimento da produção intelectual, o acesso aos bens culturais e a promoção da cidadania no Distrito Federal

Bibliotecas Públicas do Distrito Federal

 

 Goiás

Em julho de 1989, com a aprovação do Decreto Nº 3.221, na gestão do então governador do Estado de Goiás Henrique Santillo, foi instituído o Sistema de Bibliotecas Públicas do Estado de Goiás. O Estado de Goiás foi precoce na criação de um Sistema Estadual, em relação a criação do SNBP, pois foi datada no ano de 1989. O Sistema Estadual do Estado de Goiás foi nomeado como Sistema de Bibliotecas Públicas do Estado de Goiás.

De acordo com o Decreto de Criação do Sistema Nº. 3.221, compete ao Sistema:

I. Incentivar a criação, o fortalecimento e a expansão das bibliotecas públicas municipais;

II. Facilitar o acesso a informação, de acordo com os interesses de cada coletividade;

III. Colaborar para que as Bibliotecas Públicas sejam núcleos de informação, de cultura e de convivência e, com tal, geradoras de reflexão crítica, criatividade e participação popular no processo de transformação social;

IV. Desenvolver programas de orientação e assistência às bibliotecas públicas do Estado de Goiás, de acordo com as necessidades locais;

V. Implantar e fortalecer serviços documentários relativos a obras significativas para a produção do Estado de Goiás;

VI. Desenvolver recursos humanos para a atuação em bibliotecas públicas;

VII. Fazer convênios, através da Secretaria de Cultura, com quaisquer instituições nacionais e internacionais, públicas e particulares;

VIII. Indicar normas e procedimentos técnicos para as bibliotecas integradas ao Sistema.

Coordenadora: Maria Socorro Abreu de Lima

Endereço: Pça. Cívica, 2 – Centro – Goiânia – GO – CEP: 74003-010

Telefone: (62) 3201-4653/ 4618

E-mail: socorrobiblio@hotmail.com

 

Mato Grosso

O Sistema Estadual de Bibliotecas Publicas de Mato Grosso – SEBP/MT. Instituído pela LEI Nº 10218, de 26/12/2014,tem a missão de qualificar as bibliotecas publicas, visando proporcionar à população, bibliotecas públicas racionalmente estruturadas e favorecer a formação do hábito de leitura, estimulando a comunidade ao acompanhamento do desenvolvimento sociocultural do Estado.

O Sistema Estadual de Biblioteca Publica de Mato Grosso foi criado como parte Integrante do Sistema Nacional de Bibliotecas Publicas, mediante Convenio da Fundação Cultural com o Instituto Nacional do Livro pelo decreto n.1362 de 13/10/1981, sendo instituído no âmbito da Secretaria de Estado da Cultura de Mato Grosso em 26/12/2014 pela Lei n. 10.218.
1º Fica criado, no âmbito da Secretaria de Estado de Cultura, o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Estado de Mato Grosso, com vistas a proporcionar à população bibliotecas públicas racionalmente estruturadas e favorecer a formação do hábito de leitura, estimulando a comunidade ao acompanhamento do desenvolvimento sociocultural do Estado.
Art. 2º O Sistema de Bibliotecas Públicas do Estado de Mato Grosso tem como objetivos principais:

I – incentivar a criação e a integração das bibliotecas públicas nos municípios do Estado de Mato Grosso;
II – desenvolver programas de assistência técnica às bibliotecas integrantes do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, em conformidade com as necessidades locais;
III – propiciar às bibliotecas a expansão de suas atividades culturais;
IV – desenvolver atividades de treinamento e qualificação de recursos humanos para o funcionamento adequado das bibliotecas públicas do Estado;
V – manter atualizado o cadastramento de todas as bibliotecas públicas municipais e comunitárias;
VI – facilitar o acesso às informações de acordo com as necessidades da coletividade; VII – fomentar nas bibliotecas públicas condições de atendimento adequado aos usuários, em especial aos estudantes;
VIII – democratizar o acesso à informação, à leitura, à cultura e à educação;
IX – favorecer a ação de bibliotecas para que funcionem como agentes culturais em favor da leitura, do livro e do incremento da produção cultural da comunidade;
X – firmar convênios com entidades culturais, visando ao acesso de livros e de bibliotecas.
Art. 3º O Sistema Estadual de Bibliotecas Publicas está ligado diretamente aos órgãos:

I – Ministério da Cultura – Fundação de Biblioteca Nacional e Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas;
II – Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso em conjunto com a Coordenadoria Estadual de Bibliotecas,
III – Coordenação do Sistema Estadual de Bibliotecas.

Art. 4º A Secretaria de Estado de Cultura, em conjunto com a Coordenação do Sistema Estadual de Bibliotecas, expedirá normas necessárias à operacionalização do Sistema.

Coordenadora:  Waldinéia Ribeiro de Almeida  (Wal)

Endereço:  Rua Antonio Maria, 151, Palácio da Instrução, Centro Norte, 78005-445, Cuiaba, MT – CEP: 78005-445

Telefone:  (65) 3613-9230

E-mail: sebipmt@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/coordenadora.bibliotecas

Bibliotecas Públicas de Mato Grosso

Mato Grosso de Sul

O Estado de Mato Grosso do Sul com o intuito de apoiar seus municípios na ampliação e fortalecimento de suas bibliotecas públicas estaduais, municipais e comunitárias, instituiu seu Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas – SEBP/MS, por meio ao decreto nº 11.653, de 14 de julho de 2004. Coordenado pela Gerência de Patrimônio Histórico e Cultural da Fundação de Cultura do Estado de Mato Grosso do Sul – FCMS, o SEBP/MS está envolto a um trabalho colaborativo, em rede, com modelo de gestão integrado ao Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas.

O Estado de MS foi o primeiro a zerar o número de municípios sem bibliotecas públicas no país e busca por meio da FCMS, SEBP/MS, SNBP e prefeituras, estimular a preservação, o desenvolvimento e a qualificação destes equipamentos culturais por meio de ações que colaborem com oPlano Nacional do livro e da Leitura PNLL e Plano Estadual do livro e da Leitura PELL – MS, que coopere com as metas do Plano Nacional e Plano Estadual de Cultura de MS e Plano Nacional e Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

Durante o período de 2004 a 2011 o SEBP/MS, acompanhou as ações doPrograma Livro Aberto de responsabilidade do Ministério da Cultura (MinC), coordenado pelo SNBP/FBN de implantação e modernização de bibliotecas públicas com equipamentos tecnológicos, mobiliário e acervo bibliográfico. Públicou o Guia do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Mato Grosso do Sul e o Catálogo de Referencias Bibliográficas do Acervo Regional da Biblioteca Pública Estadual Drº Isaías Paim, intitulado: Nas Trilhas da Literatura Sul – Mato – Grossense.

Nos anos de 2012 e 2013 em convênio firmado entre o Estado de Mato Grosso do Sul e Fundação Biblioteca Nacional por meio da FCMS, SEBP/MS e SNBP, acompanhou a execução do investimento de 200.000 mil reais no Projeto de Modernização de Bibliotecas Públicas, recurso utilizado na atualização do acervo de dez bibliotecas contempladas também com plano de capacitação de pessoal em conteúdos como: Planejamento e Organização de Bibliotecas – ministrante: Profª Mestre Lais Barbudo Carrasco; Dinamização de Bibliotecas Públicas – contação de histórias como prática de incentivo a leitura – ministrante: Profª MBA Rosilene de Melo Oliveira Schwartz e Automação de bibliotecas – ministrante: Profº Mestre Rodrigo Pereira.

Com interesse no fortalecimento de ações de promoção a formação academica e formação continuada, o SEBP/MS realizou em parceria com o Instituto de Ensino Superior da Funlec – IESF a 1ª Semana do Livro e da Biblioteca, evento que contou com a presença de professores mestres e doutores: Waldomiro Vergueiro (USP), Agenor Briquet de Lemos (UNB), Marcelo Marinho (UFSC), Neusa Narico Arashiro (FCMS); Nataniel dos Santos Gomes (UEMS), que promoveram a oportunidade de debater idéias, propostas e os caminhos da leitura e da informação no país e no Estado de Mato Grosso do Sul.

O SEBP/MS, desde sua criação, presta assessoria técnica em bibliotecas públicas no Estado, realizando treinamentos em trabalhos de planejamento, organização de bibliotecas, elaboração de projetos e informatização de serviços. (foto 2)

No ano de 2014, intermediou a participação de bibliotecas públicas de MS no edital de Acessibilidade em Bibliotecas Públicas, resultando na participação da Biblioteca Pública Estadual “Dr. Isaias Paím” como uma das dez selecionadas no país a fazer parte de um trabalho que disponibilizará de tecnologias assistivas, capacitação de equipe, fomento a trabalho em rede e adequação do acervo com materiais em formato especial.

Realizou encontro de mobilização junto ao Centro de desenvolvimento e Cidadania – CDC e SNBP no II Encontro de Gestores de Mato Grosso do Sul com O Mais Bibliotecas Públicas – Projeto de apoio à Instalação e Qualificação de Bibliotecas Públicas, que buscou sensibilizar os gestores públicos quanto à importância de investir nesses espaços garantido o direito dos cidadãos em ter acesso a um ambiente aconchegante, convidativo a permanência e convivência, um espaço vivo, onde aconteçam atividades de contribuam com as oportunidades de laser, que sejam atraentes a uma leitura por laser, que ofereça em sua programação cursos, palestras ou oficinas.

Por entender a importância da formação acadêmica e a troca de experiências profissionais e de pesquisa, o SEBP/MS por meio da Fundação de Cultura do Estado apoiou a realização do I Colóquio de Biblioteconomia, iniciativa do Instituto de Ensino Superior da Funlec, que revisitou a Formação e Desenvolvimento de Coleções como auxílio a uma prática contemporânea em unidades de informação, proferido pela Doutora e escritora Simone Rocha Weitzel – (UNIRIO).

O SEBP/MS durante seus dez anos, trabalhou para o fartalecimento das políticas públicas em prol do acesso a leitura, informação e aos bens culturais. Busccou a adequação das bibliotecas públicas na oferta de acesso a seus conteúdos em formatos especiais a pessoas com diversos tipos de deficiência. Reafirmou seu compromisso ao participar da programação onde visitou a Biblioteca Pública de São Paulo; Memorial da Inclusão; o setor educativo do Museu de Arte Moderna, o Centro Nacional de Referência em Tecnologia Assistiva e o Laboratório de Acessibilidade da Biblioteca da UNICAMP em evento do projeto Acessiblidade em Bibliotecas Públicas realizado pelo Ministério da Cultura – MINC, Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas – SNBP e Mais Diferença – MD (organização da sociedade civil de interesse público), onde se apropriou das possibilidades, resursos e estratégias para promover a acessibilidade de conteúdos culturais inclusivos.

Participou de eventos que possiblitaram o estreitamento e articulação com o MINC, FBN, SNBP, Estado de Mato Grosso do Sul e Fundação de Cultura do Estado onde por meio destes, realizou investimentos e parcerias para a modernização do acervo das bibliotecas públicas e a formação de pessoal. Em toda sua atuação, lutou por investimentos nas bibliotecas públicas acreditando nesses equipamentos culturais como espaços que podem promover o desenvolvimento social e humano.

Participação e articulação em eventos:

XVII Encontro Nacional do Sistema de Bibliotecas Públicas;

V Simpósio Latino-Americano de Bibliotecas públicas;

I Colóquio Latino-Americano sobre serviços Bibliotecários e Comunidades Indígenas;

I Colóquio de Biblioteconomia;

Participação no III Fórum Brasileiro de Bibliotecas Públicas;

XVIII Encontro do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas;

XIX Encontro do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas;

XXV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação;

III Fórum Brasileiro de Bibliotecas Públicas;

IV Simpósio de Educação Patrimônial.

Encontro de mobiblização do Mais Bibliotecas.

Visitas Técnicas a Centros de Referência do Projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas.

Participação do 6º ao 15° Encontro PROLER regional.

Municípios atendidos:

Água Clara, Alcinópolis; Amambaí, Anastácio; Antônio João; Anaurilândia; Aparecida do Taboado; Aquidauana; Aral Moreira; Bela Vista; Bonito; Brasilândia, Caarapó; Camapuã; Caracol; Cassilândia; Chapadão do Sul; Corguinho; Coronel Sapucaia; Corumbá; Costa Rica; Coxim; Dois Irmãos do Buriti; Dourados; Figueirão; Gloria de Dourados; Guia Lopes da Laguna; Inocência; Itaquiraí; Jaraguari; Jardim; Jateí; Jateí; Jutí; Ladário; Laguna; Carapã; Maracaju; Naviraí; Nioaque; Nova Alvorada do Sul; Nova Andradina; Paraíso das Águas; Paranaíba; Porto Murtinho; Ribas do Rio Pardo; Rio Brilhante; Rio Negro; Rio Verde; Rochedo; Santa Rita do Pardo; São Gabriel do Oeste; Sidrolândia; Tacuru; Terenos Assentamento Campo Verde; Terenos; Três Lagoas; Vicentina.

 

Coordenador: Fabio Mota Queiroz

Endereço:  Av. Fernando Corrêa da Costa, 559 – Centro – 4ºandar – Memorial da Cultura e da Cidadania – Campo Grande – MS
CEP: 79002-820

Telefone: (67) 3316-9155

E-mail: sebp.ms@gmail.com

 

Região Nordeste

Alagoas

O Sistema de Bibliotecas Públicas do Estado de Alagoas, foi instituído em 26 de julho de 1995. Órgão da Secretaria de Estado da Cultura, ligado ao Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas da Fundação Biblioteca Nacional. Tem como pressuposto básico no desenvolvimento de suas ações, a função social da Biblioteca Pública. Essa instituição cultural ao assumir este papel na comunidade, possibilita a construção de uma sociedade verdadeiramente democrática e, formação de uma consciência crítica do indivíduo levando-o ao exercício pleno da cidadania.

O Sistema de Bibliotecas Públicas de Alagoas a exemplo dos demais Sistemas Estaduais, cumpre o papel de gerenciamento operacional do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, bem como dos programas e projetos de incentivo à leitura desenvolvidos pela SECULT, articulando-se com as Bibliotecas Públicas Municipais. Para integrar o SNBP, os Sistemas Estaduais de Bibliotecas facultam o formulário de cadastramento. Desse modo as bibliotecas passam a usufruir dos programas desenvolvidos pelos SNBP da Fundação Biblioteca Nacional e SEBP/AL , em âmbitos nacional e estadual.

Objetivos

Tem por objetivo principal o fortalecimento das Bibliotecas Públicas do Estado de Alagoas.

Constituem objetivos específicos do SBP – AL:

 Incentivar a implantação de serviços bibliotecários em todo o Estado de Alagoas;

 promover a melhoria do funcionamento da atual rede de bibliotecas, para que atuem como centros de ação cultural e educacional permanentes;

 desenvolver atividades de treinamento e qualificação de recursos humanos, para o funcionamento de todas as bibliotecas públicas municipais;

 manter atualizado o cadastramento de todas as Bibliotecas Públicas do estado de Alagoas;

 incentivar a criação de bibliotecas em municípios desprovidos de Bibliotecas Públicas

 favorecer a ação dos coordenadores das bibliotecas municipais, para que atuem como agentes culturais, em favor do livro e de uma política de leitura no estado;

 assessorar tecnicamente as bibliotecas e coordenadorias dos sistemas municipais, bem como oferecer material infor0mativo e orientador de suas atividades;

 firmar convênios com entidades culturais, visando a promoção de livros e de bibliotecas.

Decreto que instituiu o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Alagoas

Bibliotecas Públicas no Estado do Alagoas

Coordenadora: Almiraci Dantas (Mira)

Endereço: Pça. Dom Pedro II, 57 – Centro – Maceió – AL – CEP: 57020-130

Telefone: (82) 3315-7877

E-mail: alsebp@gmail.com; bpe.alagoas@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/Sistema-Estadual-de-Bibliotecas-P%C3%BAblicas-de-Alagoas-1655305234687675/

 

Bahia

O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia (SEBP) – foi instituído pelo decreto nº 22.103, de 04/11/1970, com o principal objetivo de incentivar a leitura por meio de apoio e valorização das bibliotecas públicas estaduais, municipais e comunitárias.

O SEBP tem como metas operacionalizar as políticas públicas do Ministério da Cultura (MinC) e do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) no Estado, dar orientação e assessoria ao planejamento das atividades das bibliotecas públicas estaduais e prestar assessoria às bibliotecas públicas municipais da Bahia. O Sistema incentiva a criação, expansão e manutenção dos serviços bibliotecários em todos os Territórios de Identidade do Estado.

A Diretoria de Bibliotecas Públicas (DIBIP) é responsável pelo gerenciamento operacional do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia, prestando assistência técnica na implantação e modernização de bibliotecas públicas municipais e comunitárias em parceria com os programas federais de apoio, assistência e fomento às atividades dessas bibliotecas.

Tem por finalidade promover e garantir o acesso democrático e gratuito à informação e ao conhecimento, estimulando a prática da leitura como instrumento para o exercício da cidadania.

É composta por duas Gerências: a Gerência do Sistema de Bibliotecas (GESB), responsável pela operacionalização das ações do Ministério da Cultura (MinC)  e do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) junto aos municípios baianos, bem como pelo acompanhamento e monitoramento das ações, projetos e programas dos governos federal e estadual para as bibliotecas públicas em todo o território baiano, além de prestar assessoria, proposições e acompanhamento das ações culturais das bibliotecas públicas estaduais que integram o SEBP,  e a Gerência Técnica (GETEC), responsável pela administração do Sistema Pergamum, software utilizado para tratar a informação e disponibilizá-la em rede, dando suporte técnico/ tecnológico às unidades que compõem o SEBP. A utilização do Sistema Pergamum permite o acesso ao acervo através de um terminal no ambiente da própria biblioteca ou de forma remota de qualquer lugar com conexão à internet, através do link: Pergamum

Serviços técnicos desenvolvidos por uma equipe de bibliotecários e auxiliares voltados ao tratamento e automação da informação fazem parte da rotina de atividades da GETEC. A catalogação do acervo, novas aquisições, o gerenciamento das doações recebidas tanto pela comunidade quanto pelas instituições, bem como a distribuição destas para as Unidades do SEBP,  bibliotecas comunitárias e instituições diversas de todo o Estado da Bahia.

Atende ainda às solicitações de instituições vinculadas à Secretaria de Cultura para elaboração de fichas catalográficas das suas publicações e supervisiona estagiários do Curso de Biblioteconomia e Documentação, conforme convênio firmado entre a Fundação Pedro Calmon (FPC) e Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Além das duas gerências acima, compõem o SEBP seis bibliotecas públicas, localizadas em diferentes bairros de Salvador, duas Bibliotecas Móveis que percorrem praças, parques e bairros da capital e do interior, além da Biblioteca Virtual Consuelo Pondé, especializada na História da Bahia e da Biblioteca Juracy Magalhães Jr. em Itaparica (BA).

O SEBP disponibiliza processo de recadastramento anual para todas as BPMs da Bahia. As informações atualizadas vão subsidiar todos os projetos e programas do SEBP, como a capacitação dos gestores e funcionários das Bibliotecas Públicas Municipais oferecida em turmas mensais, em parceria com o Instituto Anísio Teixeira (IAT) da Secretaria de Educação do Estado, e a disponibilização de acervo aos municípios que tenham bibliotecas públicas cadastradas e ativas, através de doação.

Bibliotecas do sistema

Projetos:

CDI Bibliotecas

A partir de pesquisas sobre as tendências que afetam o modo como as bibliotecas atendem suas comunidades, o Projeto CDI Bibliotecas, uma iniciativa do Comitê para a Democratização da Informática (CDI), com o patrocínio da The Bill & Melinda Gates Foundation, visa ajudar líderes e profissionais da biblioteca pública a integrar ideias e serviços inovadores nesses espaços em resposta à evolução das necessidades de suas comunidades. Em linha com a atuação do CDI e do parceiro, a expectativa é inspirar novas iniciativas e agregar elementos que possam fortalecer as políticas públicas voltadas para as bibliotecas públicas brasileiras.
O CDI é uma organização social que usa a tecnologia para transformação social, empoderando comunidades e estimulando o empreendedorismo, a educação e a cidadania. Por meio de 842 espaços de empoderamento digital, a Rede CDI está presente em 15 países no mundo (Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, México, Portugal, Venezuela, País de Gales, Irlanda, Escócia, Polônia, Romênia e Letônia) e impactou até hoje mais de 1,64 milhão de vidas.
O objetivo maior é o desenvolvimento da consciência cidadã para que os indivíduos consigam transformar a realidade em que vivem para algo melhor e mais positivo. Além disso, o CDI forma os educadores para desenvolver nos jovens as Competências do Século XXI, fomentando o empreendedorismo e capacitando para o mercado de trabalho de forma a gerar renda e empregabilidade.
Para saber a relação das bibliotecas públicas  que foram contempladas no edital, clique aqui:

Acessibilidade em Bibliotecas Públicas

Dez bibliotecas públicas brasileiras (veja a relação abaixo) foram selecionadas para, ao longo de um ano, receber qualificação profissional, melhorias no acervo, novos equipamentos, etc, tudo para se tornarem referência em acessibilidade na área.

O projeto almeja, ainda,  construir e disseminar conteúdos, referenciais, estratégias e instrumentos por toda a rede de bibliotecas públicas, indo, portanto, além do escopo das selecionadas. Estimulará a articulação e a troca de conhecimento e experiências entre bibliotecas no país.
Atuará, também, de forma transversal no estímulo aos programas, políticas e projetos de ampliação da leitura e valorização do livro no Brasil de forma acessível e inclusiva.
A Mais Diferenças, organização selecionada em edital público para executar o projeto, assinou o convênio com a Fundação Biblioteca Nacional (FBN), em 16 de abril, durante a Reatech 2014 (Feira Internacional de Reabilitação, Inclusão, Acessibilidade e Paradesporto).
Na 8ª edição do Seminário Nacional de Bibliotecas Braille – Cultura, Educação e Inclusão (SENABRAILLE), realizado entre 28 e 30 de abril de 2014, em São Paulo, ocorreu a primeira exposição pública do projeto. Na reunião estavam presentes coordenadores dos sistemas estaduais de bibliotecas de São Paulo, Minas Gerais, Maranhão, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Acre.
Na Teia Nacional da Diversidade, realizada entre 19 e 24 de maio de 2014, em Natal (RN), o projeto foi apresentado no II Encontro Nacional de Acessibilidade Cultural (ENAC) e no IV Seminário Nacional de Acessibilidade em Ambientes Culturais (SENAAC). Na ocasião, também foi divulgada a relação das bibliotecas selecionadas.

Bibliotecas selecionadas

Confira a relação das bibliotecas públicas beneficiadas diretamente neste Projeto, sendo duas para cada região do país.
1.    Biblioteca Pública Estadual Luis de Bessa (MG)
2.    Biblioteca Pública Estadual Levy Cúrcio da Rocha (ES)
3.    Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim (MS)
4.    Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça (MT)
5.    Biblioteca Pública Municipal Professor Barreiros Filho (SC)
6.    Biblioteca Pública do Estado do Paraná (PR)
7.    Biblioteca Pública Estadual do Amazonas (AM)
8.    Biblioteca Pública Estadual do Acre (AC)
9.    Biblioteca Pública Benedito Leite (MA)
10.  Biblioteca Pública do Estado da Bahia (BA)

Lê Bairros

O Projeto Lê Bairros, da Biblioteca de Extensão, promove encontros com estudantes voltados para a formação e inserção da leitura nas escolas de Ensino Fundamental da cidade de Salvador. Por meio da contação de histórias infantis com temática diversificada e que contribuem para a disseminação da cultura afro e indígena, da necessidade de preservação do meio ambiente e do convívio com a diversidade, o projeto beneficia 96 escolas e seus estudantes das regiões da Liberdade, Pirajá e Orla. O Lê Bairros promove a democratização do acesso à leitura como ação cultural, e de desenvolvimento humano através dessas atividades. Além disso, as leituras compartilhadas servem como exercício de cidadania e de compreensão do mundo. As histórias infantis selecionadas possuem conteúdo narrativo diretamente relacionado ao tema sugerido pelas Coordenadorias Regionais de Educação – CRE, parceira do Projeto.

Publicações:

Política de Desenvolvimento de Coleções do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia – SEBP

Diretrizes de Leitura do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia – SEBP

Guia de Bibliotecas Públicas do Estado da Bahia

Coordenadora: Carmen Azevedo

Endereço: Av. Sete de Setembro, 282 – 6º andar – Sala 608 – Edifício Brasilgás – Centro – Salvador – BA
CEP: 40.060-001

Telefones: (71) 3116-6841/6846 / 6838/6839

E-mail: carmen.azevedo@fpc.ba.gov.br; dibip.fpc@fpc.ba.gov.br;  gesb.fpc@fpc.ba.gov.br

 

Ceará

Maranhão

Paraíba

Pernambuco

Piauí

Rio Grande do Norte

Sergipe

 

Região Norte

Acre

Amapá

Amazonas

Pará

Rondônia

Roraima

Tocantins

 

Região Sudeste

Espírito Santo

Minas Gerais

Rio de Janeiro

São Paulo

 

Região Sul

Paraná

Rio Grande do Sul

Santa Catarina